FILHOS
 

 

Quando mundo entra pela boca

A FASE ORAL
(do nascimento até os 18 meses)

 

A fase oral tem características próprias: vai do nascimento da criança até um ano e meio de idade. Nesse período acontecem algumas coisas importantes na vida da criança e a gente precisa aprender a observar e a lidar com isso.

Mas vamos ver como se dá o desenvolvimento.

O que acontece com as crianças nos primeiros 18 meses de vida? Elas nascem completamente frágeis e em 18 meses estão falando, andando, comendo, correndo... Quer dizer que nesse curto período nós já temos uma história de vida, já vivemos e experimentamos algumas situações que serão determinantes no futuro.

Qual é a coisa mais importante da fase oral? Resposta: é o prazer oral. O ser humano, assim como todos os animais, precisa tirar prazer da vida, senão ele deixa de gostar de viver, se deprime e adoece. E como é que a gente tira prazer da vida? Usando os prazeres que o nosso organismo já tem.

Na fase oral, como o próprio nome diz, o maior prazer da criança é o prazer oral, um prazer que dura a vida toda.

CAFEZINHO - Tudo o que fazemos na vida como adultos, adolescentes ou crianças, precisa ser recheado de prazer oral. De que valem um nascimento, um batizado, um casamento, uma formatura, um negócio bem feito, sem comemoração? Uma visita sem pelo menos um cafezinho fica sem graça! Tudo o que fazemos tem que ganhar uma conotação oral, senão nós não conseguimos ter prazer.

A oralidade é um prazer fundamental da vida humana. É por isso que é difícil fazer regime e é por isso também que nós temos que estar com a boca ligada em alguma coisa: no cigarro, no chiclete, na unha, mordendo lápis ou ponto o dedo na boca... e outras coisas mais que as pessoas põem na boca. Então, a oralidade e a oralização são prazeres que duram toda a vida do ser humano.

COMIDA - Para cuidarmos bem de uma criança na fase oral, nós temos que ajudá-la a oralizar. O que a gente faz, então?

Temos recomendado aos pais que ofereçam comida ao bebê toda vez que ele chorar. Se, mesmo assim, ele continuar chorando, é preciso ver se tem alguma outra coisa errada com ele.

Jamais marque hora para o bebê mamar: ofereça o seio ou a mamadeira na hora em que o bebê estiver com fome. Quando o bebê não estiver com fome, a gente deve dar a ele um instrumento muito importante na vida das pessoas, que é a chupeta. Até os três anos de idade, a chupeta faz parte dessa oralização. A partir do terceiro ano de vida, a própria criança vai tirar o objeto oral e substituí-lo por outras formas de oralidade, como cantar, falar, roer unha e tudo o mais.

SÓ UM - O que a criança precisa na fase oral? Precisa ser criada sempre pela mesma pessoa: se for a mãe, que seja sempre a mãe; se for a avó, que seja sempre a avó; ou então a mesma empregada. Quando há muita troca de pessoas que cuidam de uma criança, ela começa a ter problemas, e esses problemas vão aparecer na fase seguinte, a fase anal. A criança criou dentro de si uma dificuldade muito grande de identificar-se com as pessoas.

Nós temos encontrado hoje, nos consultórios de pediatria, psiquiatria e psicologia, muitos problemas de identificação: crianças psicóticas, crianças com má adaptação à vida, má adaptação à escola. Isso ocorre porque essas crianças foram cuidadas, durante a fase oral, por pessoas variadas.

 
 
Faixa contínua
Parachoque
Paisagem
Câmbio
Parabrisa
O jornal do filho do caminhneiro