Mario Luft compra Viação Garcia e anuncia investimentos de R$ 30 mi

 

Tamanho do texto;

O empresario paulista Mario Luft assumiu esta semana o comando da Viacao Garcia e anunciou investimentos iniciais de R$ 30 milhoes. O dinheiro seria aplicado na ampliacao da frota de veiculos, com a aquisicao de mais 50 onibus para a companhia. Luft pretende dar continuidade ao modelo atual de gestao da empresa, mas fara alguns ajustes. “Vamos investir em areas internas, como o marketing”, disse em entrevista ao Jornal de Londrina. Ele informou ainda a participacao em licitacoes para expandir linhas e rotas da empresa. A venda foi confirmada no inicio da semana, quando o empresario informou que a transacao envolveu tambem as Viacoes Ouro Branco e Princesa do Ivai, alem de 37 garagens. O valor exato da compra nao foi confirmado, mas o empresario disse que foi de aproximadamente R$ 400 milhoes. “Vou poder informar o valor correto na proxima semana”, garantiu. Inicialmente, o anuncio foi de que a compra havia sido realizada pela Luft Logistics, grupo do qual o empresario e presidente, no entanto, ele afirmou que a compra nao envolveu a companhia paulista. "Quem liderou essa compra fui eu, pessoa fisica, com um grupo de investidores. O grupo Luft nao esta envolvido nesse processo", disse. O novo dono da Garcia reforcou que a companhia esta bem estruturada e que o plano de gestao sera definido no decorrer dos primeiros meses de trabalho. “Uma empresa como a Garcia precisa de ajustes continuos em TI [Tecnologia da Informacao], ajustes tecnicos, uma porcao de coisinhas que eu estou habituado a fazer nas minhas companhias em Sao Paulo e que vou encontrar espaco para fazer ai em Londrina”, disse. Sobre a participacao em licitacoes do governo para a abertura de novas linhas, o empresario se mostrou confiante. “Vamos participar e ganhar. Estamos bem estruturados, temos 35 garagens, boas linhas e onibus em boas condicoes.” Segundo ele, muitas empresas do Brasil nao vao conseguir cumprir todos os requisitos exigidos. Agradecimento A assessoria de imprensa da Viacao Garcia informou que os antigos proprietarios da empresa nao vao conceder entrevistas ou se pronunciar sobre a venda. Os empresarios publicaram uma mensagem de agradecimento em varios veiculos de comunicacao. No texto, eles agradecem a toda comunidade, colaboradores, clientes, fornecedores e passageiros, que durante 76 anos acompanharam a evolucao da empresa, e comunicam que a companhia passou para “novas maos”. Segundo Luft, ainda faltam alguns detalhes para serem acertados, mas o contrato de venda ja foi assinado pelas partes. Ainda falta tambem a aprovacao da Agencia Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e do Departamento de Estradas de Rogadem do Parana (DER/PR). “Informamos a ANTT hoje [ontem] de manha e o DER tambem ja foi comunicado, mas precisamos receber o pedido de volta carimbado e assinado”. O empresario afirmou que o nome Viacao Garcia sera mantido. Segundo ele, a manutencao do nome e uma forma de prestigiar a historia da companhia e dos fundadores. "Nao comprei um monte de onibus e, sim, uma companhia com um nome firme e bem conceituado. A Viacao Garcia e praticamente uma instituicao do Parana. Nos gostamos do nome, ele e forte e representa a honradez e duas familias que construiram essa empresa". A Viacao Garcia e a maior empresa de transporte rodoviario do Parana e a quinta maior do Pais.O Grupo Luft atua no setor de transporte e logistica e deve faturar mais de R$ 1 bilhao neste ano.