Consorcio-Fenatran2024

FENATRAN 2022: O custo da sustentabilidade

Pinterest LinkedIn Tumblr +
Consorcio-Fenatran2024

Alta no custo de veículos menos poluentes, como os Euro 6, chega a 20%

A última Fenatran foi considerada um sucesso de vendas pela maioria dos expositores. A Volvo, por exemplo, anunciou ter ultrapassado a marca de R$ 2 bilhões em negócios. A Iveco registrou pelo menos 5 mil intenções de compra na feira.

Mas a grande procura dos compradores foi pelo que restava em estoque dos caminhões com a tecnologia Euro 5 já que os novos modelos Euro 6, menos poluentes, chegarão a partir de janeiro custando de 15 a 20% mais que seus antecessores.

Embora estas novas linhas cheguem prometendo mais economia, mais torque e mais potência, em tempos de incertezas políticas e econômicas cautela e caldo de galinha não fazem mal a ninguém.

Um grande transportador avaliou que 2022 deixou muito a desejar em termos de faturamento. Por isso, comprou o que pode dos atuais Euro 5 e vai esperar como ficará o primeiro semestre de 2023 para só então planejar novos investimentos.

Isso sem falar nos caminhões elétricos, grande sensação do evento, que podem custar até quatro vezes mais que seus similares a diesel. Ou os modelos a gás, ambos com praticamente emissão zero de poluentes, mas que, além do custo de aquisição, ainda dependem de infraestruturas de abastecimento.

Que o planeta precisa urgentemente de medidas responsáveis em termos ambientais, não se discute. Que o transporte e a movimentação de pessoas e mercadorias têm grande impacto nesta equação, também é consenso. Mas o que precisa ser definido é quem vai pagar o custo desta evolução.

Na Europa, quem investe em veículos menos poluentes tem direito a incentivos como menos impostos e até descontos em tarifas de pedágio. E no Brasil? Como fica essa questão que precisa passar antes por pela renovação viável de uma frota extremamente envelhecida?

De nossa parte, vamos continuar a dar destaque no próximo ano a esta pauta da sustentabilidade buscando e cobrando estas respostas.

Veja edição digital clicando aqui.

 

Truckscontrol
Compartilhar

Deixe um comentário