VWCO Meteor da Paixão

Ford Transit automática chega com preço de concorrente manual

Pinterest LinkedIn Tumblr +
Consorcio-Fenatran2024

Versões furgão e minibus já estão disponíveis. Chassi cabine virá no segundo semestre

A Ford larga na frente e lança a primeira van com transmissão automática do mercado brasileiro. Com 10 marchas, conversor de torque e tração traseira, a nova Transit tem preço de lançamento equiparado ao da sua principal concorrente com câmbio manual: a partir de R$298.200 na versão minibus vidrada e de R$274.500 na versão furgão.

Além disso, chega prometendo menor custo de manutenção já que não requer troca de kit de embreagem e com isso exige menor tempo de parada e economia de cerca de 70% no custo de manutenção na comparação com as versões manuais. A troca de óleo pode ser feita a cada 250 mil quilômetros. Este sistema de transmissão já foi testado em mais de 6 milhões de quilômetros equipando picapes e vans comerciais da Ford. É o mesmo utilizado na recém-lançada F-150 e no ícone Mustang, o esportivo que é o sonho de consumo de muitos motoristas.

Com o lançamento da Transit automática nas versões furgão e minibus, a montadora da sequência à expansão do portfólio de produtos da Ford Pro, nova estrutura da Divisão de Veículos Comerciais da marca, ampliando a oferta da linha que cresceu em participação no segmento desde o ano passado e que também vai incluir em breve a Transit Chassi, prevista para chegar no segundo semestre, e a E-Transit.

CONFORTO E POTÊNCIA –  Nós tivemos oportunidade de dirigir o modelo furgão por cerca de 90 quilômetros e pudemos comprovar o conforto e a resposta rápida em termos de potência. Conforto principalmente porque, para se ter uma ideia, numa operação urbana um motorista chega a fazer cerca de 2.300 trocas de marcha em um único dia, um desgaste que na nova Transit o operador não terá reduzindo a fadiga e a possibilidade de distração.

Associada com o sistema start-stop e três modos de condução – exclusivos na categoria –, mais a tração traseira, a transmissão automática ajuda a aumentar o rendimento médio da frota.

O motor 2.0 EcoBlue diesel, com 165 cv (@ 3.500 rpm) e torque de 39,7 kgfm (@ 1.750–2.750 rpm), garante força em aclives, segurança em declives e ultrapassagens, melhorando ainda mais a dirigibilidade, detalhe que pudemos comprovar durante o test drive de apresentação para a imprensa.

Esse motor conta com turbo de geometria variável que, segundo a montadora, entrega performance em todas as faixas de rotação com níveis baixos de atrito, incluindo correia banhada em óleo para redução do desgaste e melhoria do conforto acústico.

É de série na nova Transit o controle eletrônico de estabilidade e anticapotamento, controle de carga adaptativo, estabilização de vento lateral e assistente de partida em rampa (Sistema AdvanceTrac), computador de bordo com tela de 2,3”, multimídia SYNC Move com tela de 8”, Android Auto e Apple CarPlay e câmera de ré com sensor de estacionamento.

O volante multifuncional tem bom raio de giro, o isolamento acústico e a segurança com nota máxima do EuroNCAP são outros diferenciais. A versão minibus também é a única da categoria com assistência autônoma de frenagem com detecção de pedestres, assistente de permanência em faixa, piloto automático adaptativo, estribo lateral elétrico e cintos de segurança de três pontos em todos os bancos de série.

A Transit Automática chega nas versões minibus para 15 ou 18 passageiros e vidrada, e furgão longo com teto alto (L3H3), com capacidade de 1.151 kg ou 12,4 m3 de carga.

 

Truckscontrol
Compartilhar

Deixe um comentário