VWCO Agrishow

Locação custa até 25% menos que compra de caminhões

Pinterest LinkedIn Tumblr +
Consorcio-Fenatran2024

Ouro Verde também cuida da manutenção e seguros para transportador ter mais foco no negócio

Melhor aproveitamento de capital e economia com juros, documentos, impostos e manutenção estão entre os fatores que podem levar uma empresa a gastar até 25% menos caso opte por terceirizar sua frota. Esse é um dos principais argumentos utilizados pelas locadoras para apostar no mercado de pesados. Com 49 anos de história, a Ouro Verde vem expandindo os negócios neste segmento.

O head Comercial de Pesados da Ouro Verde, Marluz Renato Cariani, lista uma série de vantagens para quem aluga caminhões. São fatores comerciais, estratégicos, fiscais e até contábeis.

Cariani ressalta que as empresas dispendem muito capital para ter caminhões, recursos que podem ser alocados em outras frentes. A locação, segundo ele, permite liberar capital para investir por exemplo na ampliação da infraestrutura do negócio. Ou mesmo investir no mercado financeiro. “Quando uma empresa vai financiar um caminhão, ela tem de dar de 15% a 20% de entrada. No caso de um caminhão de R$ 1 milhão, são até R$ 200 mil”, alega. “Se colocar esses R$ 200 mil por 60 meses num fundo de investimento, essa aplicação ajuda ela a pagar a locação”, complementa.

Outra vantagem é que o empresário vai escapar de taxas de juros de até 21% ao ano cobradas no financiamento dos caminhões.

O head ainda ressalta benefícios fiscais da locação. “Hoje, uma empresa faz a depreciação do ativo em 48 meses. Se optar pela locação, essa mesma empresa vai se beneficiar de 9,25% de ISS (Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza), que ela pode colocar dentro do balanço.”

Marluz Cariani: “Locação permite liberar capital para investimento”

Cariani destaca a possibilidade de a empresa melhorar sua performance contábil ao locar veículos. “Pode se beneficiar do modelo fiscal IRF 16, que permite a ela utilizar o ativo locado no seu balanço patrimonial, melhorando indicadores financeiros como o Ebtida (da sigla em inglês que significa “lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização”), afirma.

Com a melhora do Ebtida, a companhia tem, entre outros benefícios, uma facilidade maior de acessar as instituições financeiras em busca de novos recursos para seus investimentos.

As locações de veículos pesados podem ocorrer com ou sem manutenção. “Depende muito do operador logístico”, conta o gerente Comercial de Máquinas e Equipamentos da Ouro Verde, Fernando Menezes. Empresas que já detêm estruturas de manutenção costumam contratar apenas a locação. Outras preferem focar em seus negócios e terceirizar também esse trabalho.

Fernando Menezes: “Temos mais facilidades de aquisição nas montadoras”

“A Ouro Verde tem uma rede de mais de 4.200 fornecedores (entre concessionárias e oficinas independentes) homologados no País”, afirma o gerente. Por meio de um aplicativo, o cliente encontra a oficina mais próxima e já programa os serviços necessários.

A manutenção também é mais barata na locação. “A Ouro Verde compra 3 mil pneus por mês. Então, quando você loca um caminhão com a gente, você vai acabar pagando bem menos por esses pneus.”

DISPONIBILIDADE

Diante da falta de semicondutores que afeta a indústria automobilística, a disponibilidade de novos caminhões tem sido uma dificuldade para as empresas. E esse é um ponto a mais a contar em favor da locação, de acordo com a Ouro Verde. “Quando a gente compra ativo, a gente compra em grande quantidade, o que nos traz vantagens nesse processo. Temos uma flexibilidade maior na entrega pelas montadoras. Se hoje você chega a uma concessionária para comprar um caminhão talvez demore seis meses para recebê-lo. Eu consigo te entregar daqui a dois meses”, salienta Menezes.

O mesmo atendimento especial por parte das montadoras, as grandes locadoras têm no mercado de implementos. “Eu chego na implementadora e peço 150 baús. Outra empresa pede apenas um. Quem você acha que será atendido primeiro e terá melhores condições?”, questiona o gerente.

IDADE DA FROTA

Uma das premissas da Ouro Verde, segundo Menezes, é trabalhar com caminhão novo. “Não ficamos com veículo com mais de 5 anos de uso”, afirma. Praticamente todas as vezes que um caminhão volta ao fim do contrato com o cliente, ele é vendido.

A expertise na comercialização de caminhões seminovos é citada como outro fator que favorece as locadoras. “Nós vendemos melhor.”

Saiba mais em:
https://www.ouroverde.net.br

LEIA MAIS

Muito espaço para crescer no transporte de carga

Ouro Verde começou locando fusca para Itaipu

 

Truckscontrol
Compartilhar

Deixe um comentário