Scania500K

Mercado de caminhões desacelera de novo em setembro

Pinterest LinkedIn Tumblr +
Consorcio-Fenatran2024

Diferença para menos nas vendas, que teve início em fevereiro, segue crescendo e chega a 17,53% no acumulado do ano

O mercado de caminhões desacelerou mais um pouco em setembro. Foram emplacados 8.445 veículos contra 11.088 no mesmo mês do ano passado, uma queda de 23,84%. No acumulado do ano, são 75.870 emplacamentos de caminhões contra 91.992 no mesmo período de 2022. A retração neste caso é de 17,53%.

Janeiro foi o único mês do ano em que houve aumento de venda (20%) na comparação com o ano passado. Em fevereiro, começou a desaceleração e a diferença entre as vendas dos dois anos segue crescendo.

Os números são da Federação Nacional da Distribuição dos Veículos Automotores (Fenabrave) e foram divulgados nesta terça-feira (3).

Em seu relatório, a entidade anotou que o mercado de caminhões sofre “forte impacto da troca de tecnologia, do EURO 5 para EURO 6, associado às restrições nas linhas de crédito”. De acordo com a associação, o segmento, “que poderia empatar seus resultados de emplacamentos em relação ao ano passado, agora deverá retroagir entre 20% e 23% este ano”.

Leia também:

Mercado de caminhão segue esfriando na comparação com 2022

Mercado de caminhões
Truckscontrol
Compartilhar

Deixe um comentário