Consorcio-Fenatran2024

Parceria da Scania com Compagás impulsiona GVN e biometano

Pinterest LinkedIn Tumblr +
Consorcio-Fenatran2024

Ações visam demonstrar a eficiência e a tecnologia dos veículos e desenvolver rotas para que ônibus e caminhões possam rodar com o gás natural ou biometano no Paraná

A Companhia Paranaense de Gás (Compagas) e a fabricante Scania estão unidas com o objetivo de impulsionar o uso do Gás Natural Veicular (GNV) e do biometano em veículos pesados. A parceria foi consolidada durante a participação das empresas no 5° Fórum Sul Brasileiro de Biogás e Biometano, realizado de 18 a 20 de abril em Foz do Iguaçu.

Durante o anúncio oficial, as empresas ressaltaram a importância do trabalho conjunto para a implantação de projetos que permitam o desenvolvimento do uso do gás para o transporte pesado, incluindo ônibus e caminhões, e a estruturação de Corredores Azuis para que esses veículos possam rodar com um combustível mais eficiente e sustentável.

“Os projetos ligados à mobilidade sustentável colocam o Paraná em um movimento de destaque nacional. O gás natural é uma energia verde e colabora para a transição energética com menor emissão de poluentes e melhor competitividade. Além disso, há de se destacar a disponibilidade da tecnologia da Scania para adoção imediata pelas frotas e empresas, o que representa ganhos ambientais e operacionais também imediatos. O gás natural e o biometano são os combustíveis para a sustentabilidade do presente”, destaca o CEO da Compagas, Rafael Lamastra Jr.

“A parceria da Scania com a Compagas celebra mais um passo importante para a descarbonização do transporte de cargas e passageiros. É necessário que o máximo de agentes possíveis estejam engajados à essa urgência, de não dependência ao diesel, e estimule o mercado para atender a essa demanda. Nós estamos atuando em várias frentes para que o biometano se torne cada vez mais uma opção não apenas viável, mas real, assim como aconteceu com o etanol para os automóveis”, destaca Gustavo Bonini, diretor de Relações Institucionais da Scania.

Diretor de Administração e Finanças Vitor Hillo (Compagas), Paulo Genezini (gerente de Sustentabilidade da Scania), diretor-presidente da Compagas, Rafael Lamastra Jr, Gustavo Bonini (Scania) e o diretor técnico-comercial, Fábio Eduardo Morgado (Compagas)

Entre os projetos conduzidos pelas duas empresas está a demonstração do ônibus 100% a gás natural que integra o transporte coletivo urbano de Curitiba e Região Metropolitana. Durante todo o mês de março, o veículo percorreu um trajeto de mais de 280 quilômetros por dia entre a capital paranaense e o município vizinho, São José dos Pinhais.

A ação faz parte do projeto de mobilidade urbana sustentável a partir do uso do gás natural, realizado pela Compagas e pela Scania, em conjunto com a Agência de Assuntos Metropolitanos do Paraná (AMEP) e com o Governo do Estado.

Dia 17 de abril, uma ação similar foi iniciada pela Compagas e pela Scania com a Prefeitura de Curitiba. O objetivo da iniciativa é executar a demonstração do veículo movido a GNV e certificar os indicadores de eficiência, em especial, a redução nas emissões de poluentes para integrar esse tipo de carro nas frotas do transporte público do Paraná. “Queremos mostrar que a substituição de veículos movidos a diesel por gás natural ou biometano contribui não apenas com o meio ambiente e com a saúde da população, mas também com a economia, visto a menor dependência do diesel importado, proporcionando um melhor custo operacional para frotas e empresas”, diz Lamastra. As empresas irão realizar a demonstração do veículo a gás também nos municípios de Londrina e Ponta Grossa.

Outro projeto que está no centro desta parceria são os Corredores Azuis, iniciativa que é realidade no Paraná e em diversos Estados do país. O propósito comum é o desenvolvimento de pontos de abastecimento de GNV adequados e adaptados para veículos pesados (caminhões e ônibus) nas principais rodovias e rotas de escoamento de cargas, permitindo trajetos com maior autonomia com energia limpa e a consequente ampliação do número de veículos que utilizam a tecnologia para suas viagens.

No Estado, a Compagas atende a cinco postos localizados na Região Metropolitana de Curitiba que já atuam no abastecimento destes veículos e, ainda em 2023, a previsão é que comece a operar, na cidade de Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais, o primeiro posto projetado com infraestrutura exclusiva para o abastecimento a gás de veículos pesados. “Nosso foco é o escoamento da produção agrícola do interior do Paraná ao Porto de Paranaguá”, destaca Lamastra.

Para a Scania, a evolução da infraestrutura permite o crescimento do uso da tecnologia nas estradas do país. “Para que a transição energética ocorra é fundamental o desenvolvimento de infraestrutura de distribuição e ampliação da rede de abastecimento”, explica Bonini. “São ações de parcerias como esta que precisamos para avançar, inovar e oferecer soluções para que outras empresas também superem suas metas. Nossa expectativa é que os corredores sustentáveis se desenvolvam e o biometano se consolide como alternativa viável”, completa.

 

Truckscontrol
Compartilhar

Deixe um comentário