Consorcio-Fenatran2024

 Relançada Frente Parlamentar Mista de Logística e Infraestrutura

Pinterest LinkedIn Tumblr +
Consorcio-Fenatran2024

Cerimônia contou com a presença de representantes de toda a cadeia produtiva da logística e infraestrutura do país

Agência CNT Transporte Atual

A CNT sediou, na noite da terça-feira (16), a cerimônia de relançamento da Frenlogi (Frente Parlamentar Mista de Logística e Infraestrutura) para o quadriênio 2023-2027. Criada em 2019, a Frenlogi inicia mais um período de atuação no Congresso Nacional com o número expressivo de 318 parlamentares apoiadores.

A Frenlogi é, atualmente, a segunda maior Frente Parlamentar em atividade, contando com a sustentação técnica do Instituto Brasil Logística. A cerimônia teve a presença de parlamentares, vice-presidentes das Câmaras Temáticas Setoriais da Frenlogi, autoridades e empresários que representam toda a cadeia produtiva da logística e infraestrutura do país.

O presidente do Sistema Transporte, Vander Costa, cumprimentou os novos membros da Frenlogi e reforçou a importância de uma atuação efetiva da Frente para aperfeiçoar a legislação e para aprimorar os marcos regulatórios a fim de proporcionar um ambiente favorável à atração de investimentos robustos e sustentáveis ao setor de transporte e logística no país. “Precisamos ter a consciência de que infraestrutura e logística refletem diretamente na vida de cada cidadão. Por isso, necessitamos de políticas públicas que estimulem a perenidade dos investimentos nessa área. Nesse sentido, contamos com a necessária atuação da Frenlogi para trabalhar por projetos que beneficiem, na prática, toda a sociedade brasileira”, enfatizou Vander Costa.

Entre os representantes do Poder Executivo Federal que compareceram à cerimônia, estiveram os ministros dos Transportes, Renan Filho; de Portos e Aeroportos, Márcio França; das Comunicações, Juscelino Filho; e de Minas e Energia, Alexandre Silveira. Todos foram unânimes em suas falas ao ressaltar a importância de um diálogo irrestrito e constante entre os poderes para que a soma de esforços resulte em um Brasil mais desenvolvido e competitivo.

“Tenho acompanhado, desde a transição de governo, com muita atenção, os trabalhos realizados para que o Brasil possa retomar sua capacidade de investimentos. O grande trabalho da Frenlogi é recuperar a capacidade de investimento do país, não só com recursos públicos, mas também facilitando a atração de recursos privados”, afirmou o ministro Renan Filho.

Com a liderança do senador Wellington Fagundes (PL-MT), a Frente apresentou suas prioridades de atuação, com a campanha: “O Brasil do Futuro investe em Logística e Infraestrutura”. Para o presidente da Frenlogi, acompanhar os avanços tecnológicos é um desafio que implica a modernização de todos os modais que compõem o grande leque de possibilidades da infraestrutura e logística do Brasil. “Para sermos um país forte e competitivo, precisamos avançar em infraestrutura de transporte, de energias, de telecomunicações, da mobilidade, da logística e da armazenagem. Só assim seremos capazes de sustentar o funcionamento, o crescimento e o desenvolvimento econômico e social do país. Nesse sentido, investir em infraestrutura e melhorar o ambiente regulatório são um desafio para todos nós”, afirmou Fagundes.

Com o novo estatuto estabelecido para o quadriênio, a Frenlogi traz como vice-presidente da Frente e da Câmara Temática Rodoviária o deputado Diego Andrade (PSD/MG), que tem expressiva atuação em projetos voltados às melhorias das rodovias brasileiras, além da Diretoria de Relações Institucionais, conduzida por Edinho Bez.

Para que importantes pautas sejam tratadas simultaneamente no Congresso Nacional, a Frente contará com oito Câmaras Temáticas e lideranças de diferentes partidos: a de Mobilidade Urbana, que terá a vice-presidência do deputado Rubens Otoni (PT/GO); a Aeroportuária, com deputado Júlio Lopes (PP/RJ); a de Armazenagem, com deputado Arnaldo Jardim (Cidadania/SP); a de Energia, liderada pelo senador Marcelo Castro (MDB/PI); a Ferroviária, conduzida pelo deputado Pedro Uczai (PT/SC); a de Portos e Navegação, comandada pelo deputado Carlos Chiodini (MDB/SC); e a de Telecomunicações, com a vice-presidência da senadora Professora Dorinha (União/TO).

Truckscontrol
Compartilhar

1 comentário

  1. Bom dia a todos , essa frente e muito boa , principalmente se deixarem as associações usar e aplicar todos os benefícios do terceiro setor , junto as empresas que quiser crescer na área de energia renovável , dando incentivo quanto a renuncia fiscal e compensação ambiental , tudo dentro da legalidade da legislação em vigor

Deixe um comentário