DAF - Oportunidade 2024

Transporte de carga cria emprego em ritmo mais lento em 2022

Pinterest LinkedIn Tumblr +
Consorcio-Fenatran2024

De janeiro a maio deste ano, o saldo positivo é de 34.492 vagas contra 51.906 do mesmo período do ano passado

Com 280.214 contratações e 245.722 demissões, o setor de transporte rodoviário de carga (TRC) apresentou um saldo positivo de 34.492 vagas de janeiro a maio deste ano. O resultado, embora positivo, é 33% menor que o dos 51.906 novos postos de trabalho gerados no mesmo período de 2021. Mas é bem melhor que o de janeiro a maio de 2020, primeiro ano da pandemia, quando foram fechados 11.273 empregos no setor.

Os dados são do Radar CNT do Transporte, da Confederação Nacional do Transporte (CNT), a partir das informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Previdência Social.

OUTROS MODAIS

Os modais aeroviário e rodoviário de passageiros registram saldo positivo de empregos de janeiro a maio deste ano, mostrando recuperação em relação ao mesmo período em 2020 e 2021. No ano passado, o transporte aéreo de passageiros fechou 43 vagas nos primeiros cinco meses e, em 2022, teve saldo de 1.580 ocupações nesse intervalo de tempo. O mesmo ocorreu no rodoviário. Considerando o mesmo período, o segmento de passageiros urbano havia perdido 17.323 vagas em 2021 e teve saldo de 2.876 postos em 2022.

Os segmentos rodoviários de passageiros em regime de fretamento e de longo curso também estão em ascensão. De janeiro a maio de 2021, esses segmentos apresentavam, respectivamente, 2.956 e -7.543 como saldo de postos de trabalho e agora a diferença entre admissões e demissões totaliza 5.444 (fretamento) e 84 (longo curso) no mesmo intervalo de tempo em 2022.

“A volta paulatina da normalidade pré-pandemia contribui como impulsionadora de empregos, pois esses segmentos estão menos impactados atualmente, em relação ao que tiveram com as restrições de mobilidade social em decorrência da crise sanitária”, diz a CNT.

Truckscontrol
Compartilhar

Deixe um comentário