Consorcio-Fenatran2024

Vendas do Consórcio Scania crescem 15%

Pinterest LinkedIn Tumblr +
Consorcio-Fenatran2024

Cenário de juros altos favorecem modalidade, que tem custo financeiro 40% menor na comparação com o financiamento

O consórcio Scania cresceu 15% no início deste ano na comparação com o mesmo período do ano passado. Em 2023, a instituição deve bater novo recorde de venda de cotas. O cenário para o setor segue favorável tendo em vista as expectativas de manutenção de juros altos no País nos próximos anos, o que encarece a modalidade de financiamento de veículos.

A análise é do diretor Comercial do Consórcio Scania, Rodrigo Clemente, em entrevista à Revista Carga Pesada.

Segundo ele, a empresa vem investindo muito nos últimos anos na preparação da rede concessionária para vender cotas. “Afiamos nosso machado e agora em 2023 nossas equipes estão ainda mais preparadas para falar com nossos clientes”, alega.  “Será novamente um ano em que teremos recordes de venda”, prevê.

CUSTO 40% MENOR

O aumento de preço dos caminhões causado pelo advento da tecnologia Euro 6 é um fator que também favorece o consórcio. Mas os juros altos são o principal impulsionador do segmento.  Com a taxa Selic nas alturas, o diretor calcula que o custo financeiro do cliente do consórcio chega a ser 40% menor que o do financiamento do veículo zero. “Quando você precifica um financiamento no mercado, você tem uma variação de taxa de, por exemplo, 1,19%, 1,20%. São valores muito bons, porém são mensais.”

Já o consórcio não tem juros e a taxa de administração gira em torno de 14% mais 0,5% de fundo de reserva. Esses custos são diluídos ao longo de 100 meses. “Com certeza, no consórcio contemplado versus financiamento bancário, você tem uma redução de mais de 40% no custo do dinheiro.”

Segundo Clemente, especialistas estimam que os juros seguirão altos no Brasil nos próximos anos, apesar das pressões que o governo faz para o Banco Central baixar a Selic. Podem ocorrer flutuações de 0,5% para mais ou para menos, mas a estimativa é que a taxa siga acima de 10% ao menos nos próximos 36 meses.

Neste cenário, os consórcios continuam bem vantajosos. “Obviamente não para adquirir uma frota de 100, 200 caminhões.” Mas como uma opção financeira que permite aos grandes frotistas repassarem suas dívidas para clientes de menor capacidade de pagamento. “À medida que as cotas são contempladas, o cliente tem opção de tirar o veículo zero, adquirir um implemento rodoviário ou utilizar o saldo devedor da carta de crédito para vender o veículo usado. Fica uma situação interessante porque ele abre mão de uma dívida.” De quebra, ainda acaba oferecendo uma oportunidade para o cliente de menor porte adquirir o “tão sonhado Scania usado”.

O diretor ressalta que um dos grandes “calcanhares de Aquiles” para renovação de frota hoje no Brasil é a venda dos veículos usados.

SORTEIOS

A promoção que vai sortear o último caminhão Euro 5 produzido pela Scania já se encerrou com todas as cotas vendidas. O sorteio será no mês de julho. “Houve um grande engajamento da rede e dos clientes por se tratar do último Euro 5 produzido na planta de São Bernardo do Campo. É um veículo histórico, que um sortudo levará para casa”, conta Clemente.

Mas há uma outra promoção aberta. “Temos hoje disponível a promoção Dreamline, que vai sortear quatro caminhões Euro 6. O sorteio será em outubro.” Concorrem todos os clientes que comprarem cotas no grupo 2158.

O diretor ressalta ainda que há outra promoção aberta, desta vez para o segmento de semipesados. “Em novembro, traremos um grupo de 200 clientes (de semipesados) para conhecer a fábrica da Scania, fazer test drives, conhecer tudo o que a fábrica tem de mais moderno no mundo, bem como falar das novas matrizes energéticas. É promoção Scania Show São Paulo, que está aberta.” Na ocasião será sorteado um caminhão P320 8×2.

VIAGENS

O Consórcio Scania segue com sua programação de viagens com os clientes. Na última semana de abril, o grupo Scania Select foi para a Suécia fazer uma imersão na matriz da montadora. “Mostramos a eles o que a Scania pretende oferecer hoje e nos próximos anos.” Entre as novidades, as alternativas de matrizes energéticas. “Paralelamente perguntamos aos clientes como estão enxergando o futuro logístico no Brasil.”

Em setembro, o consórcio leva um grupo pela primeira vez para a China. Trata-se do #NXTGEN, programa no qual a empresa discute questões relacionadas à sucessão nas empresas dos clientes. “Levaremos um grupo seleto de sucessores, de profissionais que estarão cuidando das nossas transportadoras no futuro.”

O grupo vai conhecer as obras da primeira fábrica da Scania naquele país, que será inaugurada em 2025, na cidade de Rugao, próximo de Shangai. Os clientes também vão visitar a unidade de negócios que a montadora já mantém para comercialização de caminhões no gigante asiático. “Vamos falar de logística, afinal a China é um país de dimensões continentais como o Brasil, que tem uma logística similar à nossa.”

Já, em outubro, será a vez do Grupo Expert, formado por cliente regionais, conhecerem, a matriz da Scania na Suécia. “São clientes do varejo que querem olhar nossa fábrica, pessoas que são amantes da marca e nunca tiveram oportunidade de ir a Södertälje (cidade onde fica a matriz)”.

GUARDA-CHUVA

O diretor destaca que o Consórcio Scania faz parte de um “guarda-chuva” chamado Scania Serviços Financeiros, que engloba o Scania Banco, a Scania Corretora, e o próprio Scania Consórcio. “Com certeza, o sonho de curto prazo do nosso cliente pode ser realizado através do Scania Banco, com taxas de financiamento bastante competitivas.  Aquele que deseja se planejar, tem o Consórcio Scania como melhor opção. E temos também a Scania Corretora, que vai blindar o patrimônio dos clientes nas estradas.”

DIRETO DA ESTRADA

Durante a entrevista, o diretor Comercial do Consórcio Scania, Rodrigo Clemente, respondeu a uma pergunta do xará Rodrigo Brito, paranaense de Ivaté, motorista empregado da Marval. A pergunta foi encaminhada da estrada pela reportagem da Revista Carga Peada.

O paranaense quis saber: “O que eu faço para ter um caminhão desse?”, perguntou apontando para o veículo que dirige.

Veja a reposta de Rodrigo Clemente: “O Consórcio Scania tem um viés de realizar sonhos dos nossos clientes, principalmente do perfil do Rodrigo que é um motorista empregado e almeja ter seu próprio Scania. Pagando parcelas mensais muito abaixo do financiamento bancário, você vai conseguir se planejar e à medida que a cota estiver contemplada realizar seu sonho. Temos muitos clientes que já tiveram seu perfil Rodrigo e hoje são donos de quantidades grandes de caminhões.”

Truckscontrol
Compartilhar

Deixe um comentário